Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Filme da semana: Control


Esta sexta-feira quando cheguei a casa tive uma bela surpresa - o aviso de recepção do Dvd do Control, já à uma semana que sabia que tinha ganho o dvd num passatempo e todos os dias ía ver a caixa de correio, mas nada até que, finalmente lá estava o aviso. Tive de esperar até às 17 horas para o levantar, mas quando abri a encomenda e vi que era a edição especial de 2 discos os meus olhos até brilharam. Fui a correr para casa, liguei o pc, e devorei o disco de extras.

O making off para mim foi o mais interessante e o capítulo Em rodagem permitem-nos ter uma noção mais exacta da “construção” do filme.

A galeria é um pouco para abrir o apetite ao que vem aí. É fantástico como o Sam Riley é parecido com Ian Curtis, aliás o filme vive muito desse facto.

Passemos agora ao filme em si: o preto e branco, era uma escolha óbvia, já que são raras as fotos dos Joy Division e mesmo imagens de TV a cores; a fotografia do filme em geral está boa ou não fosse este realizador de primeira viagem e que posso dizer que correu bem, um fotógrafo com crédito. O senhor Anton Corbijn sempre afirmou que tinha uma relação muito forte com a música dos Joy Division e essa foi uma das razões que o fez deixar a sua terra Natal.

Acho que acima de tudo este, filme mostra-nos a história de um jovem que queria ser tudo e teve o mundo a seus pés, mas não conseguiu dosear as suas emoções, pois ele queria agradar todos, só que “não podemos agradar a Gregos e Troianos”. Em cento e poucos minutos conhecemos o início e o fim dos Joy Division e nascimento do ícone Ian Curtis.

Devo salientar as grandes interpretações do Sam Riley (desde já prevejo um futuro interessante para este jovem actor) e da Samantha Morton, da qual não esperava outra coisa. Até vou mais longe, a cena final onde ela (a Debbie) encontra o Ian morto e grita por ajuda com a filha ao colo está muito boa mesmo. Por isso, recomendo este filme e atribuo-lhe uma cotação de 8 em 10.

sinto-me: com vontade de escrever
música: Joy Division - She's Lost Control

publicado por Graziela às 18:01
link do post | comentar | adiciona aos favoritos
|
1 comentário:
De João Rodrigues a 23 de Julho de 2008 às 13:18
eu dou 10 em 10!! Já vi o filme 6 vezes e saí de propósito da minha terra (Pasmónia Land) para ir vê-lo ao cinema na capital. Concordo com tudo o que disseste. A fotografia é o que mais me apela. E como uma das minahs 5 bandas favoritas, é óbvio que os Joy Division deixam aquela marca...

Simplesmente genial, actores fabulosos, o ambiente de Macclesfield e Manchester suberbo, o modo como os sentimentos são abordados também, já para não falar da intensidade dramática.


Comentar post

quem sou


vê o meu perfil

seguir perfil

. 208 seguidores

Sigam-me em www.mycherrylipsblog.com
https://www.facebook.com/grazielacostaphotography
Tostao.pt

COPYRIGHT

Todas as fotografias assinadas presentes neste blog são da autoria de Graziela Costa e estão protegidas pela lei, ao abrigo do Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos. Agradeço desde já que não copiem textos nem imagens sem autorização.

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisa

 

ligações úteis

tags

só desta vez

super bock em stock 2009

vincent gallo

'a single man' por tom ford

'die maiers: episódio i' - chapitô - lis

'los abrazos rotos' de pedro almodóvar

'oil ain't all jr' teatro praga centro c

'the wolf man'

"o artista português" - manuel joão viei

‘as maltratadas’ ganha prémio em hollywo

‘white feeling’ e ’organic beat’ paulo r

13 essenciais

14 de maio

16.º super bock super rock

16.º super bock super rock - dia 17 de j

16.º super bock super rock - dia 18 de j

1º aniversário feedbackmusica.com

2 dias em paris

34.ª moda lisboa

a flor do cacto - filipe la féria - teat

todas as tags