Sábado, 21 de Março de 2009

Post directamente da terrinha

 

   Bem nos últimos tempos isto tem andado animado, estivemos a gravar um documentário ficcional (chama-se a "Idade do Caos") e ando à volta com as cenas do Inovart nem tenho tido tempo para ver filmes, mas ontem vi que ía dar o 99 Octanas na RTP e lá estive eu fazer tempo (estava um pouco a morrer de sono com o stress da entrevista do Inovart quase não dormi anteontem), mas falando do filme, bem começando pelo bom o guião é muito bom, gosto daquela dinâmica de amor ódio entre as personagens do Rogério Samora (o meu Marcelo Mastroianni português ), o Dinis e a Maria (a Carla Chambel), por exemplo a cena em que ela tem a arma na boca dele e puxa o gatilho tem uma dinâmica bastante boa e há ali um espécie de sentimento, gosto das cores do filme e o facto de os cenários serem bastante simples tal como a história em si, o que eu não gostei, os créditos iniciais estão a uma velocidade muito diferente do carro (não sei se queriam imitar o "Lost Highway" do David Lynch mas não funcionou), aquela cena em que o Dinis banha Maria no lago é um bocado cliché e a iluminação apesar de muito bonita é um pouco impossível porque normalmente os lagos no meio da floresta não têm iluminação daquelas e se a ideia era parecer pirilampos pior, porque só uma quantidade abismal de pirilampos poderia fazer uma iluminação assim (era uma rave de pirilampos lol), depois acontece o mesmo que em todos os outros filmes portugueses, os actores não são nada naturais ou então é por o som não ser captado directo e eles terem de ir para uma sala de pós produção fazer a dobragem, o que é certo é que eles nunca falam de maneira natural parece que estão no teatro, nesse aspecto até são mais naturais nas novelas e outra coisa estranha é mesmo a avó de Maria, amiguinhos as velhotas da aldeia não se comportam daquela maneira, não mesmo e disso eu sei, Seia não é assim tão grande e a terra da minha mãe Vale de Azares é um bom sitio para tirar referências ao comportamento dos idosos nas aldeias, mas mesmo assim é um bom filme, não é é perfeito.

sinto-me: quentinha ao lado do aquecedor
música: Bat For Lashes / Covers dos The Cure

publicado por Graziela às 09:58
link do post | comentar | adiciona aos favoritos
|

quem sou


vê o meu perfil

seguir perfil

. 208 seguidores

Sigam-me em www.mycherrylipsblog.com
https://www.facebook.com/grazielacostaphotography
Tostao.pt

COPYRIGHT

Todas as fotografias assinadas presentes neste blog são da autoria de Graziela Costa e estão protegidas pela lei, ao abrigo do Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos. Agradeço desde já que não copiem textos nem imagens sem autorização.

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisa

 

ligações úteis

tags

só desta vez

super bock em stock 2009

vincent gallo

'a single man' por tom ford

'die maiers: episódio i' - chapitô - lis

'los abrazos rotos' de pedro almodóvar

'oil ain't all jr' teatro praga centro c

'the wolf man'

"o artista português" - manuel joão viei

‘as maltratadas’ ganha prémio em hollywo

‘white feeling’ e ’organic beat’ paulo r

13 essenciais

14 de maio

16.º super bock super rock

16.º super bock super rock - dia 17 de j

16.º super bock super rock - dia 18 de j

1º aniversário feedbackmusica.com

2 dias em paris

34.ª moda lisboa

a flor do cacto - filipe la féria - teat

todas as tags