Sexta-feira, 21 de Junho de 2013

A doce realidade

 

Passaram dez anos desde o encontro de Jesse e Céline em Paris. Na altura, ficámos na expectativa de como teria terminado aquele dia e a cena inicial de ‘Before Midnight’ mostra-nos o que todos secretamente desejávamos: que eles ficaram juntos e até já têm duas filhas.


Estes dois jovens que, em 1995, se conheceram num comboio são agora dois adultos com vidas comuns. Jesse está divorciado e divide a custódia do filho com a ex-mulher neurótica e Céline tem um trabalho que odeia, mas que tem de aguentar.


O filme passa-se durante o último dia das suas férias na Grécia e funciona como uma grande conversa sobre os dilemas da vida e do amor. Isto é, temos três casais, em alturas da vida diferentes, e dois viúvos que parecem já ter uma ideia diferente sobre o tempo que ainda têm para viver.


À mesa discutem-se os defeitos de cada um dentro das relações, mas é no final do dia, num passeio, que o casal vai admitindo que nem tudo é perfeito. O culminar e o explodir da crise conjugal dá-se quando chegam ao hotel e Jesse sugere a Céline voltarem para a América para poderem estar mais perto do filho deste.


Ela recusa e a discussão vai ficando acesa até que esta bate com a porta. Lá mais para o final vemos Jesse a tentar reconquistá-la, mostrando-lhe que nem tudo é perfeito e vão ter sempre arestas para limar, mas que juntos tudo se torna mais fácil.


‘Before Midnight’, de Richard Linklater, Ethan Hawke e Julie Delpy não quer ser um conto de fadas onde o casal viveu feliz para sempre, pretende antes ser um aproximar das relações reais, onde as pessoas se tentam mudar umas às outras e que, na maioria das vezes, isso dá asneira. Também é verdade que as crises se superam, mas vão continuar a existir e ficamos com vontade de saber como vai ser a vida de Jesse e Céline quando tiverem 50 ou 60 anos.



Por último, deixo um aviso:


Caro leitor, se está a ler este texto e não viu os filmes ‘Before Sunrise’ e ‘Before Sunset’ não vá ver o ‘Before Midnight’ antes de ver os outros dois, pois vai pensar que este é uma “seca” (palavras vindas de alguns espectadores à saída do cinema).

 


publicado por Graziela às 12:48
link do post | comentar | adiciona aos favoritos
|

quem sou

http://vidadedesempregada.blogs.sapo.pt/
https://www.facebook.com/grazielacostaphotography
Tostao.pt

COPYRIGHT

Todas as fotografias assinadas presentes neste blog são da autoria de Graziela Costa e estão protegidas pela lei, ao abrigo do Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos. Agradeço desde já que não copiem textos nem imagens sem autorização.

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisa

 

ligações úteis

tags

só desta vez(2)

super bock em stock 2009(2)

vincent gallo(2)

'a single man' por tom ford(1)

'die maiers: episódio i' - chapitô - lis(1)

'los abrazos rotos' de pedro almodóvar(1)

'oil ain't all jr' teatro praga centro c(1)

'the wolf man'(1)

"o artista português" - manuel joão viei(1)

‘as maltratadas’ ganha prémio em hollywo(1)

‘white feeling’ e ’organic beat’ paulo r(1)

13 essenciais(1)

14 de maio(1)

16.º super bock super rock(1)

16.º super bock super rock - dia 17 de j(1)

16.º super bock super rock - dia 18 de j(1)

1º aniversário feedbackmusica.com(1)

2 dias em paris(1)

34.ª moda lisboa(1)

a flor do cacto - filipe la féria - teat(1)

todas as tags